Reflexão Sobre a Vida de SAMZ (IV)

Segundo alguns, Tiago e Bartolomeu já haviam excogitado a idéia de formar uma sociedade de sacerdotes dedicada à reforma do Clero e do povo. Entretanto, tal idéia só se cristalizou por ocasião do encontro com Antonio Maria em 1530, que marcou o início da Congregação dos Clérigos Regulares de São Paulo, conhecidos comumente por Barnabitas, pelo fato de se reunirem na igreja de São Barnabé.

Para a elaboração das regras da nova Ordem, contou Zaccaria com a assídua e preciosa colaboração do Pe. Batista da Crema, que viria a falecer quatro anos depois. E também com a inestimável ajuda da Condessa Torelli, na aquisição de imóveis em Milão.

Aprovação pontifícia para os Barnabitas e as Angélicas

Com o fogo do Apóstolo, continuava Zaccaria a incentivar sua pequena comunidade, à qual se incorporam vários milaneses da melhor sociedade.

Em abril de 1532 Bartolomeu Ferrari é ordenado sacerdote. E no dia 4 de julho do ano seguinte, Tiago Morígia, que se tornou, por desejo do Santo, o primeiro superior da Ordem, conservando-se seis anos no cargo. Entretanto, enquanto o fundador viveu, Morígia continuou a deferir a Zaccaria toda a honra da direção, sempre decidindo segundo o aviltre dele.

Finalmente, em 18 de fevereiro de 1533, o Papa Clemente VII, devido à boa fama da Obra e às informações recebidas, aprovou os Clérigos Regulares, os quais, com a Bula de Paulo III de 24 de julho de 1535, passaram a denominar-se Clérigos Regulares de São Paulo. Até a visita apostólica de 1551, eram conhecidos como Clérigos Regulares de São Paulo Decapitado, enquanto as Angélicas, suas irmãs em religião, se reuniram sob o apelativo de São Paulo Convertido.

Elas foram ousadamente estabelecidas pela Condessa Torelli, sob assistência de nosso Santo, em 24 casas da freguesia de Santa Eufêmia, outrora ocupadas com antros de prostituição. Esse lugar de infâmia seria doravante habitado por numerosas virgens consagradas, realizando assim antiga profecia de um bem-aventurado franciscano, que após ter chorado sobre esse bairro de perdição, proclamou que o mesmo seria transformado em "deliciosa moradia dos anjos". Ali, no ano de 1535, terminou-se de erigir um mosteiro cuja igreja é dedicada à conversão de São Paulo.

Share